Recado

Anúncios
Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Entrevista

Olá pessoal hoje resolvi postar depoimentos e dúvidas sobre pessoas que ja tiveram ou não a toxoplasmose. esse depoimento foi copiado de um programa que trata de assuntos diversos, mas postei o que fala sobre a toxoplasmose.

Então agora é com vocês leiam com atenção e não se esqueçam de deixar um comentário. bjs e até a próxima postagem.

RITA: Meu nome é Rita Rotemburg Kohr. Eu moro em Joinville, no bairro Floresta e sou vítima da toxoplasmose. No meu caso atingiu a visão e eu já estou a muitos anos me tratando. Tem épocas em que eu estou bem, mas conforme o emocional eu perco quase toda a visão, dependendo até do braço de alguém para atravessar a rua. O que eu quero saber é de onde vem a toxoplasmose, quais os órgãos que ela atinge e quais as suas conseqüências?

Dr. VALTER: O que a gente tem a falar sobre a toxoplasmose é que ela é uma doença produzida por um parasita, um protozoário que chamamos de toxoplasma gondi e esse toxoplasma é eliminado junto com as fezes dos gatos, contaminando o ambiente e do ambiente ele pode chegar às pessoas basicamente via oral, ou seja, o gato elimina os ovos no ambiente, esses ovos se espalham pelo gramado, por exemplo, o gado come a grama contaminada por esses ovos, o toxoplasma infecta o gado e cistos do toxoplasma ficam na carne e nos músculos do gado, que por sua vez é consumido pelo homem. Aquelas pessoas que gostam de comer carne mal passada, por exemplo, tem um risco um pouco maior de adquirirem o toxoplasma porque os cistos não morrem nessas carnes mal passadas e isso continua no homem. Mas a grande maioria das pessoas saudáveis e sem problemas de imunidade, não sente nada e acabam não tendo problema nenhum relacionado à toxoplasmose.

ALEX: Quais são os órgãos que a toxoplasmose atinge no nosso corpo?

Dr. VALTER: A toxoplasmose pode atingir, em tese qualquer órgão, mas a gente se preocupa com os gânglios, as ínguas aparecem e às vezes atingem fígado e baço, às vezes atingem o cérebro, o coração, os olhos. Então pode atingir qualquer órgão do corpo humano.

ALEX: A toxoplasmose pode ser uma doença grave?

Dr. VALTER: Sim ela pode se tornar uma doença grave. Na grande maioria dos casos ela não é, tanto que 90% das toxoplasmoses não causam problema nenhum e ninguém sente nada, mas uma minoria de pessoas pode ter problemas sérios. Principalmente se essa toxoplasmose é adquirida por uma mulher que está grávida. Então a toxoplasmose numa mulher grávida pode trazer problemas sérios não tanto para a mãe, mas principalmente para o feto que vai nascer. E a toxoplasmose em pessoas que a gente chama de imunodeficientes, ou seja, pessoas com diminuição da sua imunidade, pessoas que tenham leucemia, linfoma ou pessoas transplantadas, e hoje em dia é muito comum também em indivíduos com HIV, nesses podem ocorrer problemas sérios, inclusive de morte pela toxoplasmose.

ALEX: Quando a toxoplasmose é adquirida durante a gestação, quais são as conseqüências para a mãe e para o bebê?

Dr. VALTER: Quando a mãe adquire a toxoplasmose nos primeiros três meses, em torno de 10% a 25% dos bebês terão problemas, principalmente mais graves porque essa infecção está sendo adquirida numa fase muito inicial da gravidez. E o que a toxoplasmose pode causar? Em relação à mãe ela pode causar um aborto espontâneo, fazer com que o bebê nasça prematuro ou morto e quando nasce vivo, esse bebê pode ter problemas de retina, visão, podendo inclusive nascer cego. Também pode ter problemas neurológicos e nascer epilético ou com retardo mental, psicomotor. Pode ter problemas sanguíneos, diminuição das suas plaquetas, doenças de pulmão, enfim, uma gama enorme de doenças podem ser causadas no feto.

ALEX: Doutor, nós vamos ouvir novamente a Rita Rotemburg. Ela tem mais dúvidas para colocar ao senhor:

 

RITA: Eu tenho um sobrinho que também devido à toxoplasmose teve descolamento de retina. Ele já foi operado e graças a Deus está melhor, mas eu queria saber se esse é um caso individual ou é hereditário?

Dr. VALTER: Na verdade a toxoplasmose ocular, por exemplo, no Sudeste do Brasil chega a ser a causa de mais de 85% das infecções de retina e você pode adquirir essa doença ocular tanto intra-útero, ou seja, a sua mãe se infectou durante a gestação e você nasceu infectado e entre os 10 aos 30 anos de idade a doença vai se manifestar. Ou você pode adquirir a toxoplasmose ocular depois de nascido.

ALEX: O doutor Evandro Luiz Rosa é oftalmologista e ele gravou um depoimento para o Receita de Saúde onde ele fala sobre os sintomas da toxoplasmose ocular. Vamos ouvir:

Dr. EVANDRO: Na toxoplasmose ocular precisamos ficar atentos porque começa a ocorrer um borramento visual, quase sempre num olho só, em relação ao outro. A pessoa começa a ver como se estivesse vendo por uma água suja e quando vai fazer o exame oftalmológico percebe essa coreoritinite, ou seja, uma área de necrose na retina. Então é fundamental que, quando a pessoa perceber que a visão está caindo rapidamente, ela precisa correr ao oftalmologista, pois a chance de estar desenvolvendo a toxoplasmose é grande. A toxoplasmose ocular tem tratamento e ele deve ser instituído o mais rapidamente possível. Quanto mais tempo você der para a infecção no olho da pessoa, maior estrago ela fará. 

ALEX: Doutor Valter, em relação ao tratamento, o que existe hoje para combater a toxoplasmose?

Dr. VALTER: Nas fases crônicas em que a pessoa não está sentindo nada não existe nenhum tratamento, mas na fase aguda quando a pessoa tem febre e dores pelo corpo ou tem um problema recente na visão existem drogas que são eficazes contra a toxoplasmose.

ALEX: Quais são algumas dicas para evitar a toxoplasmose? Principalmente para as mulheres grávidas?

Dr. VALTER: Toda mulher grávida, aliás, toda mulher antes de pensar em engravidar deve numa visita a um clínico geral, fazer uma sorologia para a toxoplasmose. Através da sorologia ela vai saber se ela já foi infectada pelo toxoplasma ou se ainda não foi. Se ela já foi infectada antes da gravidez, não haverá problema durante a gravidez. Se ela não foi infectada, ou seja, se ela é soro negativa da toxoplasmose, seria interessante que mensalmente, durante toda a gravidez ela fizesse uma sorologia para a toxoplasmose que será a única maneira que ela vai saber se infectou durante aquela gravidez ou não. Enquanto isso ela teria que ter todos os cuidados necessários para evitar a doença como lavagem de mãos após o contato com carnes cruas ou com lavagem de vegetais, congelar a carne. Às vezes a gente fala em congelar a carne a menos de 20 graus Celsius, mas nem todos os freezeres caseiros conseguem isso. Então o mais seguro é cozinhar bem a carne a mais de 66 graus, ou seja, se acostumar a comer carnes bem passadas e nunca com o interior delas cor-de-rosa sangrante porque seria mais seguro. O leite deve ser pasteurizado, os ovos devem ser bem fritos. Ela precisa controlar a parte de moscas e baratas porque estas carregam fezes de gatos com esses toxoplasmas para os alimentos e o contato com o homem. Evitar áreas contaminadas com as fezes dos gatos, usar luvas quando for fazer jardinagem ou quando for limpar o lixo de gatos ou mesmo quando for limpar uma caixa de areia de gato. Basicamente os cuidados envolvem lavar as mãos e lavar bem os alimentos que a pessoa come.

ALEX: Doutor, muito obrigado pela sua participação aqui no nosso programa!

http://www.drogariacatarinense.com.br

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Principais riscos da toxoplasmose na gravidez

A gestante que apresenta a doença deve ser imediatamente encaminhada ao médico devido ao grande risco de transmissão ao feto. Os problemas no bebê variam de acordo com o trimestre da gravidez em que houve a infecção da mãe. Ao lado, lesão na retina provocada por toxoplasmose.

No primeiro trimestre de gravidez
Neste período, a probabilidade de transmissão para o embrião acontece em até 20% dos casos. Caso haja transmissão da doença para o feto, este pode ser muito afetado. O bebê pode ter encefalite (inflamação na parte do sistema nervoso central que compreende cérebro, cerebelo e medula alongada) e nascer com seqüelas. Em termos de visão, o bebê pode apresentar lesões oculares na retina (foto acima) que resultam em importantes prejuízos da visão, além de outras conseqüências.

Quando a gestante manifesta a doença neste período, muitas vezes há o aborto espontâneo, pois os danos que o Toxoplasma gondii provoca no feto são muito grandes.

No segundo trimestre de gravidez
Neste período, a probabilidade de transmissão para o embrião é maior e acontece em 1/3 das gestações. Por outro lado, o feto não é tão afetado quanto no primeiro trimestre. Mesmo assim, o bebê pode apresentar problemas como pequeno retardo mental e problemas oculares.

No terceiro trimestre de gravidez
Neste período, a probabilidade de transmissão para o feto é muito comum, porém a doença mostra-se bem menos agressiva para o bebê.

 

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Prevenção

Não existem exames que detectam se os gatos possuem ou não o protozoário Toxoplasma gondii ; As mulheres grávidas devem evitar o contato com fezes de gatos, pois estas podem conter oocistos, não ingerir água de origem desconhecida e sem estar fervida, nem carne crua ou mal cozida durante a gravidez. No caso dos gatos, lavar as caixas com água, ferver freqüentemente e nunca tocá-las por mãos sem luvas. Alimentar os gatos com comida enlatada, ração, água fervida ou filtrada, não lhes permitir caçar animais também reduz o risco e nunca alimentá-los com carne crua ou mal passada.

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

transmissão

   A toxoplasmose pode ser adquirida pela ingestão de água e/ou alimentos contaminados com os oocistos esporulados, presentes nas fezes de gatos e outros felídeos, por carnes cruas ou mal passadas, principalmente de porco e de carneiro, que abriguem os cistos do protozoário Toxoplasma gondi. A ingestão de leite cru contendo taquizoítos do parasito, principalmente de cabras, pode ser uma forma de infecção, mas provavelmente rara, pois a cabra tem de se infectar durante a lactação para que exista a possibilidade de passagem de taquizoítos para o leite.

   A toxoplasmose pode ser transmitida do pai para o filho, mas não se transmite de uma pessoa para outra apesar de que já foi constatado a transmissão por transfusão sanguínea e transplante de órgãos de pessoas infectadas. Seu diagnóstico é feito levando em conta exames clínicos e exames laboratoriais de sangue, onde serão pesquisadas imunoglobulinas como a IgM e IgG.

 

Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Toxoplasmose

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Perguntas secundárias

   Olá, pessoal. Hoje eu entrei no meu blog para postar as minhas perguntas secundárias. Bom, então, mãos a obra.

  Escolhi algumas perguntas que gostaria muito de pesquisar sobre elas, que são:

A toxoplasmose é somente transmitida pelo gato?

Como podemos evitar a toxoplasmose?

Quais são os riscos que essa doença pode transmitir?

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Justificativa

   Olá, hoje estou aqui no laboratório de informática e vou falar para vocês o motivo da minha pergunta. Este ano vou falar sobre um assunto não muito polêmico, mas muito interessante de pesquisar:  é a toxoplasmose (como se forma a toxoplasmose?). Escolhi esta pergunta pois achei um tema bem legal para falar e sei que terei muitas opiniões e comentários.

  Já estou até pensando na minha ação concreta. Eu vou… iiiiiiiiiiiiii me esqueci que não posso falar, mas em breve vocês irão ver aí bem bonito e postado no meu blog.

  Então, por hoje é só. Beijos e até a próxima postagem.

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário